fbpx

Posso dizer que foi uma das melhores coisas que aconteceu, este ano, em minha vida e na vida daqueles que amo.

Meu nome é: IEDA MARIA ALMERINE DALENOGARE d’ABADIA, sou dentista ( agora, depois de 28 anos de profissão sou aposentada como dentista, mas trabalho no financeiro da empresa do meu marido, porque me acho muito nova para parar, completamente, de trabalhar), moro em CAMPO GRANDE -MS.

Antes de conhecer você e o Panifique-se, eu nem pensava em comer e muito menos  fazer pão. Definitivamente não era para mim por dois motivos: 1- porque simplesmente não podia comer nada com glúten, pois tenho alta intolerância. 2- porque não sabia nem como era fazer um pão.

Mas um dia estava vendo o Instagram, e vi um post seu, anunciando sobre a semana do melhor pão do mundo, isso foi em 2019. Confesso que fiquei com receio de participar. Resolvi, então, procurar na minha cidade se alguém fazia o pão com levain e experimentei e tive uma maravilhosa surpresa: não fez mal. 

Quando veio a pandemia eu, que já te seguia no instagran, resolvi me inscrever na semana do evento, criei o levain e me inscrevi no PANIFIQUE-SE. Escolhi você, porque achei que me passava a confiança a credibilidade e a verdade, sobre panificação. Nada aconteceria se eu não me esforçasse, errasse e tentasse quantas vezes fosse necessário. Ninguém ia fazer isso por mim.

Aqui em casa e na minha família, foi um sucesso. Virei a padeira oficial. Claro que no início todos comeram disco voador e acharam uma maravilha. Mas todos vibram com minhas conquistas diárias. Era, e é uma alegria só. De acordo com meu pai: tenho as mãos abençoadas da minha mãe, pois ela era uma excelente padeira.Ser membro do Panifique-se me trouxe amizades, companheirismo e realizações pessoais. A comunidade é incrível. A sensação que eu tive ao abrir a panela e ver que tinha conseguido fazer um pão lindo e gostoso, foi incrível e jamais vou esquecer este momento. O melhor é que toda minha família vibrou com essa conquista.

Eu nunca imaginei que poderia comer pão e não engordar. Hoje minha família e eu nos alimentamos de forma saudável, sem comer pães industrializados, sem ficar com aquela sensação de estufamento.

Posso dizer que foi uma das melhores coisas que aconteceu, este ano, em minha vida e na vida daqueles que amo. 😉

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: