fbpx

Antes do curso eu me sentia perdida e não conseguia ter bons resultados.

Meu nome é Tayna e moro na Dinamarca, e desde que me mudei comecei a fazer pães para me distrair e preencher o meu dia-a-dia. Entretanto, antes do Panifique-se eu me sentia muito perdida e não conseguia ter bons resultados, e pior, não conseguia ver aonde eu estava errando, o que me deixava muito triste e insegura.

Foi então, que eu vi o perfil da Nanda no Instagram, e depois de participar do evento “Melhor pão do mundo”, e ver que pela primeira vez eu havia feito um pão satisfatório, eu escolhi a Nanda para ser a minha guia nessa aventura que é fazer pães. 

Desde o começo eu achei a linguagem do curso fácil, eu conseguia aplicar as técnicas mesmo morando em outro país e sem acesso aos exatos produtos utilizados nas aulas. Eu senti que o curso foi feito pra mim, pois pela primeira vez, eu havia encontrado um método que “falava a minha língua” e realmente entendia quais eram os desafios que eu estava enfrentando, e posso dizer que isso foi essencial e me deu muito mais segurança para fazer pães e criar as minhas próprias receitas.

Com isso, no ano passado eu entrei em um curso básico de panificação na Dinamarca, e fui a melhor aluna da sala, na minha prova final eu fiz um pão autoral, mas com as técnicas do curso Panifique-se, e o examinador me disse que até pagaria mais caro no pão que eu havia feito, e isso significou muito pra mim. Além disso, graças aos ensinamentos da Nanda (desde os mais simples como por exemplo: ser organizado na cozinha, ter paciência, trabalhar dentro da minha realidade, até os mais técnicos) eu tive grande sucesso na área profissional, pois ao final do curso recebi proposta de trabalho de 2 padarias, sendo que uma delas recebeu um prêmio de melhor lugar para se estagiar na Dinamarca. 

Hoje graças ao curso, eu aprendi que praticar amor próprio e pelo próximo começa quando servimos algo do qual sabemos a procedência e a qualidade, e hoje eu mostro o meu amor por aqueles que estão ao meu redor por meio dos pães feitos por mim.

Na minha opinião, o maior diferencial do Panifique-se é que por ele ser bem detalhado, com recurso de câmera lenta, ele me deu liberdade e conhecimento para criar as minhas próprias receitas, sem ficar refém de ninguém, e o mais importante, eu aprendi ai identificar qual a fonte dos meus erros. Se você não quer ser refém de receitas, esse curso é pra você!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: