fbpx

Apenas o Curso “O melhor Pão do mundo” me transmitiu confiança.

Meu nome é Maria Doracy, sou aposentada cuidando dos Netos Theo e Luisa 2 e 5 anos, moro em Curitiba Paraná. A minha vida antes do Panifique-se era de uma enorme vontade de fazer PÂES, me sentia frustrada porque só saia algo que todos diziam que era pão ou panettones, mas para mim faltava tudo para ser pão o PANETTONES.

Pão com 20% integral me fazia mal, pão de forma me dava azia. Tentei fazer 3 tipos de fermento natural, até que os 3 fermentavam, porém só antes de misturar no trigo. Acabei comprando uma isca de levain em uma Padaria/Importadora de farinhas, que é o que eu uso até hoje e é bem legal, consigo fazer um pão com uma acidez láctica, que eu gosto muito. Não fiz o meu levain porque não consigo ter uma temperatura constante de 29 a 31º por no mínimo 10 dias conforme é necessário. Estou me organizando para Fazer. Fotos dos faz de conta que eram paes …não tenho… eram muito desastrosas, não valia a pena fotografar.

Depois de tanto navegar pela internet ver “coisas” e colocar em pratica e dar tudo errado e após algumas vezes ter visto a chamada para o Melhor Pão do Mundo, e eu pensava “ como é que em casa vai se fazer um Pão de Revista desses?” paguei para ver, me inscrevi no Melhor Pão do mundo e paralelamente me inscrevi em um outro. Assisti os dois eventos paralelamente, e Só Você me inspirou confiança devido a sua forma Didática de Ensinar (Eu a considero Doutora na Arte de Ensinar Panificação, só falta o Diploma de Doutora). A outra só estava mais preocupada em saber e nos informar quantas pessoas estavam ao vivo assistindo a live dela, quantos likes ela tinha.
Usar o Panifique-se foi algo espetacular, porem eu tinha só o levain e o forno de um Continental a gás 4 bocas, faltava o fundamental Balança e Termômetros, estes chegaram, porem ainda muito no improviso até hoje: cestos redondos e pães assados em panela oval. Mas o resultado foi maravilhoso, mesmo sabendo que preciso melhorar muito, mas a qualidade do PÃO é maravilhosa.

Fiz poucas tarefas de casa, estou fazendo não meu tempo. Tenho muitas dúvidas, porém como ainda não li/estudei todo o material, não quero ir perguntar na área de membros, ainda.

Ser Membro Panifiquese foi muito importante pois você nos ensinou o método, e assim eu estou conseguindo fazer algo que eu gosto porem não conseguia, pouco fazia porem sempre me frustrava, agora se algo não sai Perfeito, com o método eu consigo saber onde estão as minhas falhas.

Começar fazer Pão de uma forma correta, como você nos ensina, faz com que eu me sinta realizada e em uma felicidade enorme, pois ver um véu em uma massa que eu estava manipulando era meu sonho; trabalhar com uma massa igual a do Pão Nuvem (eu amo fazer esse pão, o ultimo que eu fiz eu fiz 3 receitas e meia, e fermentou 27 horas… ficou divino) eu achava que eu não conseguiria manipular essa tipo de massa e abrir a panela do meu Primeiro Sourdough e ver aquela maravilha, e diga-se de passagem que não foi tão perfeito assim, fica uma vontade enorme de fazer pão todos os dias.

A excelente qualidade é um dos benefícios, eu não conhecia a longa fermentação e outro benefício/gratidão é ouvir das netas de 5 e 17 anos que não conseguem mais comer pão se não for o Pão da Vovó.

Nanda muita gratidão a Você por nos repassar toda a sua sabedoria.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: