fbpx

O curso foi fundamental para minha sanidade nesse período, não consigo imaginar minha vida sem o pão!

Meu nome  é Adalgisa, mas pode me chamar de Adallll, trabalho na CAIXA e sou de Brasília. Comecei a me interessar pela panificação com fermentação natural durante a quarentena. 

Quando me interessei comecei a procurar referências, pessoas que também faziam pão, cursos! Na semana do evento o melhor pão do mundo, outros três cursos foram abertos. 

Eu tinha um desejo: fazer Panetone, e o Panifique-se era o único curso que tinha esse módulo incluso. Tomei minha decisão antes de abrirem as inscrições, fui uma das primeiras a me inscrever, e logo iniciei o curso. 

O Panifique-se trouxe para mim uma rotina, pois fiz questão de fazer as aulas na semana que era liberada, o que foi reconfortante naquele momento.

Eu comecei o curso já com Levain pronto, e cheguei a fazer um pão antes que ficou bom para quem nunca tinha feito nada, mas depois melhorou muito, as fotos falam por si.

O curso era o assunto da casa! Confesso que depois que terminou fiquei um pouco perdida! 

Para mim foi importante a estrutura que o curso dá, pois me permitiu olhar, aprender, refletir e criar meu próprio método de trabalho com tudo que aprendi e aprendo todos os dias.

A autonomia foi o melhor dos aprendizados que o Panifique-se proporcionou para mim.

Tenho um afeto todo especial pelo meu fermento que depois de um tempo ganhou nome, afinal ele é um pet não é mesmo? 

E ao escolher o nome do meu Levain expressei o que sinto ao fazer pão: Ousadia & Alegria.

Ousadia para experimentar assar o pão no saco de assar, ao invés da panela, que pra mim é muito pesada, e que depois do experimento só assa assim. 

Alegria de produzir amor e afeto em forma de pão.

O fazer pão foi fundamental para minha sanidade nesse período, não consigo imaginar minha vida sem o pão! Ao fazer pão em casa além dos benefícios para saúde física: comer um pão saudável, desfruto dos benefícios emocionais: me sinto capaz, competente e poderosa, sentimentos esses que já algum tempo não experimentava. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: